2018 COMEÇA AGORA

 

– Foi talvez só neste último fim de semana que verdadeiramente começou o ano político de 2018, com o referendo social-democrata alemão que aprovou a renovação da aliança com a Chanceler Merkel e com o resultado das eleições italianas.

– O referendo alemão consagrou, se preciso fosse, o absoluto impasse , talvez mesmo o colapso definitivo, do ideário social-democrata, incapaz nas últimas duas décadas de responder minimamente aos problemas políticos do mundo contemporâneo.

– O quadro italiano, para lá das óbvias idiossincrasias nacionais,confirma a crescente desafeição dos povos europeus em relação à forma que a Europa tomou com a criação da União Europeia e a Zona Euro.

– A ritmos diverso e com formas distintas, trata-se de um processo geral e em expansão ( Inglaterra, França, Itália, Polónia, etc), que não parece já possível contrariar ou inverter.

– O que, se assim fôr, torna imperativo que se pensem “fora da caixa”os cenários que aí vêem, que se vão impôr provavelmente no curto prazo, indubitavelmente no médio e no longo prazo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.